domingo, 23 de maio de 2010

Americano legítimo: Chevrolet marca a chegada do Malibu no Brasil...




Há alguns anos a GM brasileira tenta acertar um sucessor para o seu sedan grande, a fábrica a partir de 1998 trouxe o Holden Commodore para assumir este posto, porém com um nome que era tido até então como ‘Absoluto’ e para isso o renomearam Chevrolet Omega. O truque quase que deu certo, não fosse pelo preço do carro que o deixou em outro patamar um pouco acima do antigo Omega e muito acima do Vectra.

Com essa estratégia a GM saiu perdendo em vendas, sobretudo a partir de 2006, quando chegavam ao país os primeiros sedans vindo do México com imposto zero, aí concorrentes como o Ford Fusion e Volkswagen Jetta desbancaram de vez os sedans da GM, que mesmo revitalizando o Vectra por duas vezes em menos de cinco anos, não conseguiu alavancar boas vendas como os dois modelos mexicanos.

Porém esta história está para mudar. Se você acha o Vectra aquém do Fusion e acha o modelo da Ford inferior ao Omega australiano, aguarde. A General Motors trará a partir do mês que vem o Chevrolet Malibu, concorrente do Fusion e do Jetta no mercado americano.

O sedan de luxo, carrega o nome de um dos modelos antológicos da Chevrolet americana, que por décadas atravessa as tendências e as mudanças da linha Chevrolet. Nos anos 1960 o Malibu era um coupé esportivo, nos noventa era um sedan médio familiar, hoje continua sendo um sedan média, porém com muito mais luxo que a geração de uma década atrás.

No Brasil o Malibu será oferecido apenas na versão LTZ, que vem equipada com um motor 2.4i 16v. ECOTEC, que gera 171 cavalos de potência. Dentre os equipamentos de série, sistema keyless, que dá a partida do carro sem a chave, ar condicionado com controle climático automático, rodas em liga leve, som, porta USB, alto-falantes Bose, bancos elétricos e sensor de pressão dos pneus.

A marca pretende com o modelo trazer de volta a clientela que esperava por um sedan a altura dos antológicos Opala, e posteriormente,o Omega, com preços atrativos e equipamentos que aliassem luxo e tecnologia. O preço sugerido do Malibu é de R$89.900 um pouco acima dos modelos adversários cuja a motorização se equivalha ao modelo da GM, porém será difícil para o fabricante num primeiro momento desbancar os outros mexicanos, porém algo é certo, a marca está correndo atrás do prejuízo para voltar a andar na frente, como diria um de seus velhos slogans. 







Chevrolet Malibu: finalmente a GM trará um sedan páreo para concorrentes de peso como os Ford Fusion e Volkswagen Jetta...





... o preço será acima dos concorrentes, mas o pacote de série é bem completo.





Nenhum comentário: