quinta-feira, 5 de abril de 2012

As novas diabruras da Víbora: SRT Viper 2013 é revelado em NY...



Clássicos americanos nunca saem de moda e nem de linha. A crise no início dos anos 1970 fez com que os possantes ficassem amarrados a motores menores, com potência básica, um ou outro modelo como o Pontiac Firebird e os Chevrolets Camaro e Corvette não se renderam as leis de missões e consumo e volta e meia apresentavam versões cada vez mais fantásticas e sem perder as suas características esportivas, e na segunda metade desta primeira década do século XX, as leis de emissões novamente surgem, e bem mais rígidas que as de 40 anos atrás, e aliada com a crise no setor automotivo fez a indústrias dos superesportivos novamente amarrar seus ‘cavalos’ e desenvolver propulsores que consumam menos combustível, mas que não percam potência.  

A crise fez o Grupo Chrysler passar para as mãos da gigante italiana FIAT, e com a nova gerência, alguns planos tiveram de ser repensados, e isso incluía o Dodge Viper. Em 2009 foi anunciado que um dos modelos mais importantes da retomada dos muscle cars modernos teria sua carreira encerrada. O anúncio foi aceito com descontentamento pelos fãs do super americano, algo parecido com o que aconteceu com o Mustang no início da década de 1990 e como Camaro em 2001.
Mas como as outras representantes das três grandes de Detroit (leia-se Ford e General Motors) ainda apostam em seus muscles high tech, a FIAT talvez atenta à isso resolveu ressuscitar o Viper, que agora se chamará SRT Viper, em alusão a versão mais potente do modelo antes de sua retirada das linhas de produção.
Ontem a nova encarnação do modelo foi revelada na abertura do Salão de Nova Iorque. Teasers da logo do modelo já haviam sido divulgados no mês de fevereiro, e  outro, desta vez cortesia do catálogo 2012 da linha de miniaturas Hot Wheels, causou polêmica ao revelar as novas linhas do modelo.
Alguns rumores se tornaram realidade. Dentre eles a hipótese que o SRT Viper traria o motor 8.4 litros V10 aspirado sob o capô, fato revelado ontem. O novo propulsor gera uma potência de 640 cv, força gerada graças as modificações feitas em sua engenharia. E não foi desenvolvido pela Ferrari, como muitos pré supunham.
O câmbio manual de seis velocidades Tremec, presente na última versão do modelo, recebeu melhorias para tornar as trocas mais rápidas. No mais o estilo musculoso e capô longo e largo presente desde a primeira versão do Viper em 1992, a não pelos novos faróis na dianteira que agora ficaram trapezoidais, as novas lanternas traseiras que seguem o desenho dos novos modelos Dodge e a Coluna C mais encorpada, o visual não mudou tanto, mas dentro e por baixo do capô, o SRT Viper 2013 é uma nova página na história de um dos mais representativos superesportivos da indústria automobilística americana.





SRT Viper 2013: com novo nome e logo, a terceira geração do Dodge Viper  é revelada com pompa no Salão de Nova Iorque...




... as linhas da carroceria lembram as do clássico lançado em 1992, mas os faróis e as lanternas  foram renovadas...




... o potente motor 8.4 litros V10 aspirado desenvolve uma potência de 640 cv, o interior tem bancos esportivos e cãmbio Tremec renovado para garantir trocas mais rápidas. 


Um comentário:

Joel Marcos Cesetti disse...

Que bom! ele esta de volta e já participa da Le Mans 2012.