segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Jóias de Aracaju: 4o Encontro Super Carros Sergipe leva grande público a Orla de Atalaia



A capital do menor estado do país passa longe, sobretudo economicamente, de grandes centros como São Paulo, Rio, Curitiba ou Brasília, mas nem por isso algumas estrelas do mundo automotivo deixam de desfilar pelas ruas e avenidas de Aracaju. Neste final de semana um evento promovido pelo Super Carros Sergipe e o GM Group, encheu os olhos dos aficionados por carros da terra de cajueiro dos papagaios.








O 4º Encontro reuniu estrelas da nova e velha guarda no estacionamento do Oceanário, localizado na Orla de Atalaia, em Aracaju. Quem compareceu ficou satisfeito com o que viu. O evento teve início às 15h do domingo, 13 de setembro, e logo nas primeiras horas alguns dos sonhos de consumo começavam a tomar seus lugares na área destina ao evento, dentre eles uma fabulosa unidade do Dodge Challenger 2012 na cor branca com faixas azuis, ao lado reluzia em um tom azul marinho o novíssimo Audi TT, que por sua vez estava bem acompanhado de duas pérolas da modernidade mecânica: Nissan 370Z e BMW M2 325i.









Os Antigos do Farol também marcaram presença...

No espaço reservado para modelos clássicos, outro grupo bastante conhecido da cidade também apresentava suas máquinas, dois deles ecoavam um forte zunido do lendário motor 302-V8 difundidos por dois Ford Maverick, os Antigos do Farol, grupo que recebe este nome por realizarem reuniões de colecionadores a cada último sábado de cada mês no antigo farol de Aracaju, também pararam o trânsito, ou melhor, o evento. Além dos modelos americanos, o grupo também trouxe alguns Fuscas, um belo Chevy Bel Air 1953 azul, um jipe Engesa, um Ford Corcel sedan 1975, único com placa preta, além de um sinistríssimo Opala com pintura fosca.






A chegada da Ferrari 458 Italia, causou  alvoroço no público...



Assim como o modelo italiano, o Mustang também chamou a atenção do público.






Outro modelo bastante visitado foi o Mini Cooper Coupé John Cooper Works.

Mas pelos adereços de grande parte do público, leia-se camisetas, bonés, tênis etc... denunciavam o intuito dos presentes, a aparição de um dos exemplares existentes na cidade da marca do Cavallino Rampante. E eis que um ronco é ouvido pela avenida Santos Dumont, que margeia a orla de Aracaju, os olhares quase que sincronizados avistam a 358 Italia que momentos depois estaria sendo bastante assediada pelo público.




 Os organizadores do evento (foto acima), satisfeitos com o sucesso de público ...



Do Mini Coupé ao 'Vogue', a esportividade inglesa esteve presente no 4o encontro.

“Começamos em 2011 com um encontro simples, e em 2014 realizamos um novo encontro aqui na orla de Atalaia, este ano tivemos dois encontros, um em janeiro e este de hoje. Para nós é gratificante percebermos que o público vem comparecendo e prestigiando nossos encontros e todo mundo adorando, realizando o sonho de ver as máquinas de perto. Estamos colocando a semente de promover a cultura automotiva em Sergipe. Os proprietários são todos amigos, nós nos comunicamos e vamos criando os evento”, diz Junior Gomes, coordenador do evento.



Até um novíssimo Lexus NX200t compareceu ao evento...



Um mito do World Rally Champioship, Subaru Impreza WRX






Os alemães da Mercedes-Benz, BMW e Audi também fizeram suas participações no encontro.

Longe de competir com exposições como os encontros de Campos do Jordão, em São Paulo, ou Araxá, Minas Gerais, o encontro tem pretensões mais modestas, mas vê a importância de unir novos mitos aos históricos modelos de outrora, e se firmar, a menos na região, como um importante meio de divulgação da cultura automotiva. “Esperamos expandir a cada evento. Neste evento trouxemos 12 carros antigos, porque este é um dos nossos objetivos, unir o passado e o presente, porque não teríamos nem o presente e nem o futuro se não lembrarmos do passado”, conclui  nostálgico, Júnior Gomes.


domingo, 13 de setembro de 2015

Minis Aju realiza 3o encontro de miniaturas




 Quem nunca sonhou em possuir aquele modelo das pistas que o ronco fascina a cada investida no acelerador? Ou mesmo aquele carrão que marcou época, o carro do super herói favorito, ou aquele carrão que despontou no cinema ou na telinha? Como muito desses modelos custam caro ou foram feitos especialmente para algum evento midiático ou competição esportiva, o alento para quem não pode pagar por tanto, é guarda-lo na estante em forma de miniatura.

Antes os carrinhos de brinquedo eram mais apreciados pelas crianças, hoje a brincadeira transcendeu a fase adulta. Muitos fabricantes investem em linhas desenvolvidas para colecionadores, o mercado tem se estendido e grande parte das mainlinies, linhas principais de produtos, têm os colecionadores o seu mercado principal, muitas linhas apresentadas em eventos como a Toy Fair de Nova Iorque, ou em convenções famosas, a exemplo da San Diego ComicCon, evento bastante prestigiado por fãs de cinema, Hqs e séries televisivas, que acontece anualmente na cidade californiana.   



Miniaturas de filmes e seriados de tvs, fizeram uma atração a parte, no evento.

Colecionadores de todo o mundo também realizam eventos, muitas vezes anônimos, mas que chama a atenção do público presente. Um exemplo é uma 3ª exposição do Minis Aju, grupo de colecionadores da capital sergipana, que exibiram suas coleções na loja PB Kids do Shopping Riomar, em Aracaju, Sergipe. Durante o evento, alguns dos novos lotes da mainline Hot Wheels, a marca pertencente a gigante americana Mattel e uma das linhas mais populares de miniaturas em escala 1:64 do planeta, foram abertos. Dentre eles o recém chegado Lote M, que tem entre as suas estrelas, a versão Hover Mode, da máquina do tempo do filme De Volta para o Futuro.

Carlos Henrique Valeriano, membro do Minis Aju e um dos idealizadores da exposição, além da exibição dos carrinhos o evento serve também para reunir os colecionadores de Aracaju. “Aqui exibimos miniaturas de várias escalas, porém a maioria delas são as da escala 1:65, nosso grupo existe há uns 10 anos e promovemos esses eventos para tentar reunir os colecionadores, é um momento de confraternização”, diz Henrique.




Para Henrique, o quarto da esquerda para a direita, o evento é uma espécie de confraternização entre os colecionadores.

Na ocasião, o grupo também dava orientações aos clientes da loja, quanto aos novos lançamentos.  Um fato curioso, durante a exposição, foi notar que nem só de marmanjos vive os colecionadores, a presença feminina também estava presente, numa demonstração de que as pequenas máquinas são fascínio de várias pessoas, de várias idades e independente de qualquer fator diferencial, afinal sonhar não custa nada, a menos por enquanto!  



Além de vários modelos Hot Wheels, os colecionadores também abriram espaço para as marcas  Greenlight, Maisto, Welly e outras.